Lançamento: FutBolsa

Jogue como um técnico virtual e faça previsões para o Índice Bovespa, simulando times e partidas de futebol, competindo com outros técnicos humanos e robôs, utilizando as mais avançadas tecnologias de Inteligência Artificial para previsão do futuro.

Como funciona o FutBolsa?
O FutBolsa é uma plataforma inovadora, criada no laboratório de inovação da Trajecta, funcionando como um sistema de testes de tecnologias de previsão baseadas em Inteligência Artificial, unindo duas paixões brasileiras: o mercado de capitais e o futebol. Para isso, são simuladas partidas de futebol, utilizando técnicos humanos (traders, investidores, etc.) e robôs programados com machine learning, que aprendem a cada dia a prever melhor o movimento do Índice Bovespa.

Como funcionam os jogos?
A plataforma gera automaticamente o cruzamento de técnicos e times e a tabela de jogos, de forma que quanto mais sobe no ranking, mais difícil fica a competição. Cada partida envolve dois técnicos e seus times, onde cada um deve fazer uma previsão do Índice Bovespa antes do início do dia do pregão. Quanto mais próxima for a previsão da realidade, ou seja, o valor final do índice no final do dia, mais “gols virtuais” serão marcados pelo time, gerando um placar final de cada jogo. O resultado de cada jogo é analisado automaticamente pela plataforma FutBolsa, considerando o escore no ranking de cada técnico, com maior ou menor peso de acordo com a dificuldade apresentada pelo adversário.

Venha competir com outros técnicos!
A ideia inovadora do FutBolsa é criar um jogo de prever o futuro, onde você aprende de uma forma divertida a criar estratégias próprias e comparar elas com a de outros técnicos, que podem ser traders, investidores, etc. ou robôs com Inteligência Artificial criados na própria plataforma.

Como posso começar?
O FutBolsa está disponível apenas para assinantes, que recebem um login onde poderão acessar sua área interna (Painel de Controle), ajustando uma previsão de Índice Bovespa, na frequência que desejarem. Esse é o único ajuste necessário para o técnico assinante, uma vez que todo o resto é feito de forma automática pela plataforma. Os técnicos Assinantes podem acessar o histórico de suas partidas, bem como a programação de seus futuros adversários antes do pregão, ou ainda, conforme o plano escolhido, a previsão dos técnicos top de ranking antes de iniciar um novo pregão.

Posso testar antes de assinar?
Para exemplo online, faça login no campo do topo da página, utilizando o usuário ‘futbolsa’ e senha ‘futbolsa’ para logar como Plano Básico.

Mais informações em:  http://futbolsa.com.br

Anúncios

A inteligência artificial está agregando valor ao seu negócio?

“Passando da descrição para a monetização de dados. Em algum momento, as empresas querem dar um impulso em sua estratégia de dados. A AI pode ajudar aqui. Mas isso significa ir além da simples organização dos dados e torná-los acessíveis aos usuários; em vez disso, as empresas precisam descobrir como transformar seu novo conhecimento em ganhos reais. Veja alguns exemplos de monetização de dados. Expandindo para novas categorias de negócios ou tipos de clientes. Desenvolvendo novas ofertas ou explorando novos mercados. Reduzindo seus custos operacionais atuais. Melhorando a eficiência e produtividade dentro de sua força de trabalho.”.
https://www.influencive.com/is-artificial-intelligence-adding-value-to-your-business/

Onde a mente é tudo o que importa

“A ciência comportamental, que lida principalmente com a ação humana, é um campo que está crescendo em todos os setores, do setor bancário à TI, da saúde à educação, precisando de profissionais. E com o fornecimento longe da demanda, esse é um bom momento para explorar o campo. “A ciência basicamente entra no funcionamento do cérebro e desmascara as teorias psicológicas mais tradicionais”, diz Dominic, cuja empresa, uma das primeiras a se aventurar no campo no país, trabalhou em vários projetos governamentais nacionais e internacionais. Em Mumbai, por exemplo, diz Dominic, foi um experimento científico comportamental que ajudou a reduzir o número de mortes durante a travessia de trilhos. “As formas tradicionais de dizer às pessoas que não cruzem não funcionam. Sugerimos que o governo adicionasse algumas linhas amarelas e as taxas de acidentes cairam em 75%”, diz Dominic. “A psicologia tradicional fala sobre a construção da consciência. Nossa teoria diz que todos esses problemas são causados por uma lacuna de conscientização. Como arquitetos comportamentais, inventamos maneiras de construir esse comportamento na natureza humana”, acrescenta.”
https://timesofindia.indiatimes.com/city/chennai/where-the-mind-is-all-that-matters/articleshow/64579390.cms

Machine Learning no Mercado de Capitais: Descobrindo com os robôs as verdades dos mercados

Quando se trata de machine learning ou aprendizado de máquina no mercado de capitais, é bom lembrar que o aprendizado – pelo menos nos modelos baseados em mercados regulados e com competição justa – será essencialmente baseado em dados do passado, ou seja, nossa amostra de testes e validação das previsões hipotéticas.
Dessa forma, me parece mais apropriado ficar com os pés no chão e considerar que o mercado poderá apresentar um comportamento futuro totalmente dissociado do passado, e, principalmente, de qualquer aprendizado obtido nele.
Mas se o futuro pode ser muito diferente do passado, será que uma rede regular não pode ser mais eficaz que uma convolucional, com realimentações, para enfrentar as incertezas de mercado?
A verdade é que não existe uma resposta correta para todos os instrumentos financeiros e mercados, já que nem mesmo existe alguma lógica confirmada que a aplicação de machine learning no mercado possa ser mais eficiente que a própria análise de gestores humanos.
Dessa forma, minha recomendação é projetar redes sem paradigmas, onde a realimentação seja apenas uma opção a mais de aprendizado.
Evidentemente que tudo seria mais fácil se o problema central do mercado fosse encontrar padrões no passado. Não que isso também não seja válido, pelo menos em determinados cenários e instrumentos financeiros, mas a alta competitividade dos gestores e demais players, com sofisticados níveis de informação analógica e digital, torna as coisas bem mais complexas.
Ou seja, aplicar aprendizado de máquina ou machine learning para classificação desses eventos óbvios pode ser útil em muitas aplicações corporativas, mas não no mercado.
Na verdade, enfrentamos um cobertor curto para a adoção do aprendizado de máquina nos mercados, pois a parte fácil do aprendizado é pouco realista, e a parte difícil pode exigir redes de deep learning complexas e de difícil ajuste.
E esse sem dúvida é um nível de complexidade que os robôs podem ajudar a enfrentar, como veremos nesse livro.

Veja mais em: https://www.amazon.com.br/dp/B072F2W6ZQ/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1493823948&sr=1-1

O futuro muda a cada segundo: A lógica da evolução cognitiva dos mercados

O que podemos esperar, em termos de visão de futuro, em um cenário de evolução cognitiva dos mercados? Ou ainda, até que ponto a evolução da inteligência artificial irá impactar as estratégias dos investidores e players de mercado?
Antes que você imagine que a lógica de evolução cognitiva que apresentarei no livro aplica-se apenas para o mercado financeiro ou ainda mercado de capitais, proponho que ela seja estendida para todo e qualquer mercado, onde existam agentes econômicos, como por exemplo o mercado de energia, ou mercado de trabalho, ou ainda mercado de conteúdos na internet, como os próprios e-books.
Sem dúvida temos uma convergência cognitiva de seleção natural e competitividade nos mercados, buscando e elegendo os players ou investidores mais competentes.
O impacto dessa competência no mercado é extremamente significativo, pois pode-se considerar cada vez mais temerário, ou até irresponsável, não examinar e pensar com o máximo de detalhes antes, durante e depois de qualquer operação – ou transação, se você preferir – no mercado.
E a forma de medir esse impacto é monitorar a evolução cognitiva dos mercados nas mais variadas competições de players que fazem parte dele, identificando riscos e oportunidades de poucos vencedores dominarem as ciências cognitivas e seus resultados financeiros.
Com a evolução das máquinas e computadores, principalmente nos últimos anos, nos deparamos com novas camadas de técnicas e sistemas para operação de forma automática, impulsionadas por tecnologias que exploram conceitos de união de arte e ciência cada vez mais novos e desafiadores.
Mas um dos grandes problemas que a tecnologia trouxe para o mercado é que ela permite que toda e qualquer técnica possa ter sucesso em determinado momento.
Além disso, nem sempre é fácil mensurar a qualidade de nosso sucesso. Ou seja, muitas vezes o que parece bons resultados nada mais são boa sorte.
E a sorte pode ser uma grande inimiga dos sistemas automatizados, uma vez que ela irá abstrair a realidade da qualidade das estratégias e Setups escolhidos, para sofrerem, após um período de inércia, as perdas naturais de sistemas aleatórios operando no mercado de capitais.
E a tecnologia deve nos livrar da sorte, pelo menos até onde é possível, antes que ela se torne um grande problema.Ou seja, não existem soluções determinísticas para enfrentar a complexidade dessa realidade atual, mas acredito que essa seja a principal função das ciências cognitivas e a sua mais abstrata e relevante camada de atuação, ou seja, a descoberta em tempo real das melhores técnicas e estratégias nos mais variados mercados e processos decisórios.
Isso acontece porque os padrões de mercado são cada vez mais curtos, forçando a mudança de cultura de encontrar a técnica perfeita para a capacidade de percepção rápida de padrões e reação com troca de técnica, conforme os riscos e oportunidades que se apresentam a cada instante.
E nesse nível de abstração, feito cada vez mais através da codificação de complexos algoritmos, a maior parte deles fechados, as fronteiras são rompidas a todo momento, aumentando cada vez mais a necessidade de investimentos em tecnologias de hardware, firmware e software por parte dos players e investidores.

Veja mais em: https://www.amazon.com.br/futuro-muda-cada-segundo-cognitiva-ebook/dp/B071RMWY88/ref=sr_1_6?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1493727312&sr=1-6