General Learning (GL): quebrando os paradigmas das Redes Neurais Artificiais – Parte 1

Muitas vezes determinada descoberta, ou inovação, carrega em si uma descoberta ainda maior, e mais relevante, que mais cedo ou mais tarde irá superar a anterior, mas que em um primeiro momento não vemos.

Uma miopia tecnológica, se assim podemos dizer.

Talvez o exemplo mais atual disso seja a inovadora criptomoeda Bitcoin, que abriu as portas para disseminar o conceito de descentralização da informação e da tecnologia Blockchain, não percebida em um primeiro momento, mas que agora se apresenta cada vez mais relevante e definitiva, abrindo as portas para novas descobertas e invenções nas mais variadas áreas e independentes do ambiente financeiro.

Dentro desse contexto, será que o Machine Learning, principalmente o Deep Learning, não está vivendo um cenário similar?

Acredito que sim, e chamo isso de profunda miopia.

Mas antes que você pergunte onde está o Blockchain do Deep Learning, que aqui chamarei de General Learning (GL), o que provavelmente já deve ter vindo à mente, vamos falar um pouco sobre as Redes Neurais Artificiais, ou ANNs, que em tese, pela minha visão e metáfora, equivalem à descoberta do Bitcoin.

As ANNs são uma descoberta fundamental para a Inteligência Artificial, principalmente devido aos modelos que buscam se aproximar da forma real que nosso cérebro busca resolver problemas de representação da informação. Isso é um fato, mas na verdade, para uma boa parte da ciência, esse avanço teria o potencial de atingir a própria funcionalidade de nossa mente, e outros sistemas mais complexos, como o próprio raciocínio e quem sabe até mesmo a consciência, o que é sem dúvida um desafio e tanto para se comprovar.

Mas, no meu entender, o crescimento atual do Deep Learning (AI/ML/DL), utilizando ANNs, criou uma miopia tecnológica para o fato de que podemos criar plataformas de aprendizado genérico, com qualquer tipo de algoritmo, e, sem utilizar até mesmo qualquer arquitetura de ANNs, ou seja, plataformas de General Learning (GL).

Em outras palavras, e de volta a nossa metáfora, General Learning (GL) são nosso Blockchain.

Notem também que, assim como após o Bitcoin surgiram os mais diversos tipos de moedas digitais, após as primeiras ANNs, como o Perceptron, inventado em 1957 por Frank Rosenblatt, ou ainda diversas outras arquiteturas pioneiras similares, criadas por visionários como Von Neumann e Marvin Minsky, dezenas de novas redes artificiais são apresentadas ao mercado.

Mas, por trás dessa evolução, das ANNs, necessitamos quebrar o paradigma para evoluir para criar plataformas de treinamento e aprendizado genérico para qualquer algoritmo.

Ou seja, o Deep Learning, sem ANNs.
____
Rogerio Figurelli – @ 2018-12-08

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s